Publicado em agosto 21, 2019

6 razões mais comuns para os funcionários contraírem empréstimos

O empréstimo consignado se tornou uma modalidade de crédito bastante cobiçada, seja dentro mercado comum ou mesmo no setor privado. Grande parte deste sucesso se deve, principalmente, à sua excelente taxa de juros (a menor do setor), facilidade na obtenção, menos burocracia, tranquilidade na quitação – nos casos de funcionários, desconto na folha de pagamento e muitos outros benefícios que englobam tanto o tomador quanto as empresas que decidem adotar a modalidade como mais um atrativo para seus colaboradores.

No entanto, algumas empresas devem se perguntar sobre as razões de ter o crédito consignado como parte de seu escopo de benefícios, e quais seriam os principais motivos que um funcionário teria para dar início ao seu empréstimo. Seria devido a alguma dívida adquirida ou problema pessoal? O que lhe motiva?

Bem, a primeira parte é fácil de entender. Mas, primeiramente, iremos elencar os 6 motivos mais comuns para a solicitação de empréstimos em geral. Eles são:

1. Problemas financeiros

Óbvio que ninguém está livre de contrair dívidas. No entanto, quando uma pessoa acaba aglomerando um montante delas com diferentes credores, isto se torna algo muito difícil de lidar, principalmente, se formos considerar os juros exorbitantes de muitos serviços no mercado. Então, em casos como esse, o crédito consignado pode ser sim uma excelente opção para eliminar de uma vez por todas os problemas financeiros.

Quadro comparativo de juros (fonte: Peic).

Já sobre famílias com dívidas, de acordo com dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens e do Serviços e Turismo (CNC), em julho de 2019, o percentual de endividamento das famílias brasileiras atingiu a sétima alta mensal, um total de 64,1%, o maior patamar desde julho de 2013.

Além disso, temos o crescimento do percentual de famílias com dívidas ou contas em atraso, algo que passou de 23,6% para 23,9%, entre junho e julho deste ano. Também houve alta no percentual de grupos inadimplentes em relação a julho de 2018, que havia registrado 23,7% do total. Já o percentual de famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso e que, portanto, continuariam inadimplentes, aumentou de 9,4% em julho de 2018 para 9,6% em julho de 2019. Ou seja, é um dado bem preocupante.

2. Dívidas com o cartão de crédito

Todo mundo sabe que os juros de um cartão de crédito são exorbitantes. Ou seja, mesmo que o funcionário não tenha nenhuma outra dívida, mas esteja atrapalhado com as faturas de seu cartão, pode ser que ele realmente precise de uma ajuda para poder quitar o valor definitivamente. Então, o empréstimo consignado privado surge como uma excelente opção para a resolução deste problema.

Sobre isso, ainda de acordo com as pesquisas do tópico acima, o cartão de crédito aparece como o grande vilão do orçamento familiar brasileiro. O cartão foi a forma de pagamento eletrônica mais citada pelas famílias como sendo o grande causador da contração de novas dívidas, responsável por um total de 78,4% de pessoas endividadas. E não é por menos já que, atualmente, de acordo com o Banco Central (junho de 2019), a taxa de juros do cartão de crédito atingiu a marca de 8,77% ao mês. Já os do consignado privado são bem menores, ficando entre 3% e 5%. Ou seja, o que vale mais a pena?

3. Reformas e compras de bens de alto valor

Além da quitação das dívidas, uma situação bastante comum é aquela em que o colaborador está pensando em comprar um carro, barco, imóvel, ou mesmo querendo realizar uma reforma na casa em que vive. Em todos os casos citados ou similares, sabemos que é preciso um bom dinheiro guardado para que esses objetivos sejam concretizados, caso contrário, é preciso olhar para as possibilidades de crédito.

De acordo com o resultado de uma pesquisa divulgada pelo site G1, em 2017, os motivos para a solicitação de empréstimos consignados relacionados a uma reforma ou aquisição de um bem mais caro obtiveram os respectivos resultados: 10,3% e 3,5%. Uma representação bastante expressiva se considerarmos os dados de mercado. Mas vale dizer que em relação ao financiamento de uma casa, por exemplo, existe uma taxa de inadimplência de 8,9% do total, de acordo com o Peic. Por isso é sempre bom ter cautela na hora de dar este passo.

4. Investimento profissional

Nada melhor do que investir em algo que lhe dê retorno. E isso se aplica, principalmente, aos milhares de profissionais atuantes no mercado. Aprimorar-se, crescer profissionalmente é o que muita gente deseja e precisa para poder alcançar melhores salários e boas posições corporativas. No entanto, nem sempre os cursos, faculdades, pós-graduações e MBAs conseguem entrar no orçamento.

Então, é preciso escolher alternativas financeiras para poder seguir adiante. E o empréstimo consignado privado pode ser uma excelente opção, especialmente, se o colaborador quiser aproveitar as férias para realizar um curso fora do país, por exemplo – o que torna tudo ainda mais caro -.

5. Problemas de saúde

Os problemas de saúde não escolhem momento e nem hora para aparecer. Se você tem um bom plano, pode ser que parte do problema seja resolvido ali. Mas, se não existe nenhum apoio financeiro para a questão no momento, e você precisa com urgência de dinheiro para um tratamento ou uma cirurgia, recorrer a um empréstimo pode ser uma solução viável.

Mas, claro, não qualquer tipo de empréstimo, pois os juros de muitas modalidades podem ser bem altos, principalmente dos créditos rotativos (crédito oferecido ao consumidor quando ele não faz o pagamento total da fatura do cartão até o vencimento). Então, se aquela pessoa estiver empregada em uma empresa que tenha o benefício do crédito consignado, certamente será uma excelente forma de aliviar este gasto inesperado.

6. Férias

Outro motivo bastante recorrente para a solicitação de empréstimos são as famosas férias. Elas representam um percentual geral de 1,9% das razões mais comuns para a solicitação de consignados, de acordo com a publicação do G1. Sendo um total de 3,4% de pessoas com até 30 anos; 1,8% de 30 a 40; 2,7% de 40 a 50 anos; 1,4% de 50 a 60; 1,6% acima de 60 anos.

Sabe aquela viagem com direito a passagem aérea, hotel, restaurantes, compras e passeios? Então, ela pode ser um pouco cara, principalmente se a pessoa quiser curtir junto à família. Mais ainda se o destino for fora do Brasil. E, às vezes, quando a conta do cartão de crédito chega, as boas lembranças dão lugar à preocupação em pagar as dívidas. Portanto, se a ideia for solicitar um empréstimo, é preciso contar com a modalidade mais correta, para que as futuras parcelas não se tornem uma verdadeira bola de neve – afinal, neve só é bom mesmo durante a viagem -.

Já com o empréstimo consignado é possível até mesmo quitar o passeio de uma só vez, ou ficar muito mais tranquilo quanto ao pagamento das parcelas.

Por que o crédito consignado privado é uma boa opção para esses casos?

O empréstimo consignado privado oferece uma infinidade de benefícios para a empresa e também para o colaborador. Já em relação às situações citadas no post, ele pode significar a real definição de “luz no fim do túnel”. Então, pensando nisso, muitas companhias estão cada vez mais preferindo adotar a modalidade como mais um benefício para seus funcionários, pois além de ser um atrativo para conseguir e reter bons profissionais, poderá melhorar e muito a produção e o faturamento mensal.

O que o crédito consignado pode oferecer?

Quitação do empréstimo mais segura – Um dos grandes benefícios de um empréstimo consignado privado é, sem sombra de dúvidas, a possibilidade de uma quitação feita diretamente na folha de pagamento do funcionário. Ou seja, praticamente não existe a possibilidade de inadimplências, visto que o colaborador não precisará lembrar de pagar a fatura, ou mesmo correr o risco de gastar o dinheiro do crédito com outras coisas. É prático, fácil e muito mais seguro.


Taxa de juros menores – Os juros do crédito consignado são os melhores da modalidade, algo bastante inferior se o compararmos com outras opções de crédito, como o cheque especial e empréstimos não consignados, por exemplo. Com isso, fica muito mais barato adquirir um bem mais caro de maneira parcelada ou mesmo quitar alguma outra dívida que o funcionário tenha contraído.


Empréstimo mesmo para os negativados – Nós já fizemos um post aqui falando sobre o tema. Mas, a verdade é que o crédito consignado é a possibilidade mais fácil para que um funcionário que esteja com o nome sujo consiga pegar um empréstimo para facilitar sua vida. Como, geralmente, nas instituições financeiras tradicionais existe como protocolo principal uma averiguação no SPC e SERASA, a chance do pedido de empréstimo ser negado é enorme. Já com o consignado privado tudo fica muito mais fácil e a probabilidade do crédito acontecer se multiplica.


Facilidade na contratação do empréstimo – Todo mundo sabe que para contratar um empréstimo pessoal não consignado por aí é uma tremenda dor de cabeça. São vários documentos para a validação, além da aprovação passar por uma análise muito mais rígida e complicada. Por isso, quando o colaborador encontra a facilidade do crédito consignado como uma opção de benefício dentro de sua empresa, ela se torna a melhor empresa do mundo para ele. Inclusive, em algumas companhias, como a Zipdin, por exemplo, o funcionário pode realizar tudo através de um único aplicativo, e ainda existe a possibilidade de atendimento e plantões para dúvidas dentro da própria empregadora.

Ficou interessado? Conheça mais sobre o crédito consignado privado e entenda como ele pode melhorar a vida de empresas e colaboradores. Clique aqui.

Categorias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *