Treinamentos corporativos: saiba como melhorar o desempenho dos funcionários
Publicado em outubro 8, 2019

Treinamentos corporativos: saiba como melhorar o desempenho dos funcionários

Os profissionais de Recursos Humanos sabem que o sucesso e crescimento de uma empresa dependem, em grande parte, do desempenho de seus funcionários. E esta consideração é válida para companhias de pequeno, médio e grande porte. 

Por conta disso, muitas dessas empresas seguem investindo em diversas formas de melhorar e aprimorar seus próprios talentos com a intenção de garantir melhores resultados e tornar o ambiente corporativo ainda mais engajado. 

Uma das alternativas mais comuns e efetivas para o alcance dessas metas é o investimento e aprimoramento interno de profissionais. A implementação de uma prática de treinamentos corporativos não só contribui para a construção de colaboradores mais motivados e capacitados, mas também interfere diretamente no cumprimento das metas internas.

Quais são as vantagens dos treinamentos corporativos?

Produtividade: uma das maiores vantagens deste tipo de ação é a melhora no sistema produtivo da empresa. Com colaboradores mais instruídos, a companhia irá minimizar seus erros, além de garantir funcionários ainda mais motivados. Como um exemplo disso, podemos pontuar o setor de vendas de uma determinada companhia, ou seja, a partir do momento em que os vendedores recebem um treinamento sobre táticas de vendas mais efetivas para aquele negócio, certamente a produtividade será maior e o engajamento entre os colaboradores também. Ou seja, todos saem ganhando! 

Motivação: pegando o gancho do tópico anterior, não podemos deixar de citar a influência que um ambiente com funcionários treinados consegue exercer sobre eles mesmos. Em outras palavras: os profissionais precisam acreditar em seu próprio potencial. E quando isso não acontece, a desmotivação chega e age diretamente no campo produtivo de cada um, além de afetar o ânimo dos colaboradores ou mesmo ocasionar uma disfunção direta na taxa de turnover. 

Inovação/Assertividade: quanto mais um colaborador é capacitado para gerir suas demandas diárias, mais ele saberá como criar soluções efetivas e criativas para cada tarefa. Ou seja, o conhecimento é a chave para o sucesso, e quando ele é estimulado da maneira devida, a probabilidade de criar soluções inovadoras e eficientes para o negócio é muito maior.   

Liderança: talvez este seja o benefício mais almejado por gestores de uma empresa, afinal, todos desejam ter colaboradores com a conhecida “visão de negócio” ou “visão de dono”, inclusive, tais características estão sempre entre os textos de requisitos para uma vaga de emprego. Portanto, com a realização de treinamentos internos, os profissionais terão muito mais chances de conhecer a empresa ou o mercado atuante como um todo, propiciando cada vez mais o surgimento de lideranças de ponta. 

Novos tipos de treinamentos  

Durante muito tempo, os treinamentos corporativos se restringiam a formatos mais tradicionais, sem tanta variação. Ou seja, era sempre comum a empresa contratar um profissional de fora ou da própria companhia para apresentar aulas presenciais e expositivas a um determinado grupo de funcionários. 

Hoje em dia, observamos que os treinamentos têm abrangido cada vez mais novos métodos e até mesmo assuntos, utilizando diferentes dinâmicas e novos canais. Por isso, selecionamos alguns desses novos métodos de aprendizado que podem contribuir de maneira efetiva para o ambiente corporativo. Confira: 

Meditação corporativa

Muitas pessoas já aderiram à prática de meditação para obter benefícios em sua vida pessoal, para redução de estresse e problemas de insônia, mas ela ainda é pouco difundida no meio corporativo. E sua eficácia é verificada, principalmente, dentro de um aspecto muito importante para as empresas: a produtividade. 

A meditação é algo que contribui positivamente para a disciplina mental, uma espécie de treinamento para a mente que beneficia a capacidade de foco de cada profissional. Desta forma, o colaborador poderá ter muito mais clareza nas tomadas de decisões, além de uma melhora na análise das tarefas diárias. 

Para a realização deste tipo de treinamento, os colaboradores precisam estar em um local tranquilo e silencioso, de preferência em um ambiente de pouca luz. As técnicas devem focar, principalmente, em trazer a mente para ao momento presente, através da atenção na respiração e postura. A prática pode ser incorporada por, pelo menos, uma vez ao dia dentro da rotina de trabalho.

Algumas empresas, como a Mead Johnson Nutrition, por exemplo, já constataram o benefício da meditação dentro de seu quadro corporativo. O CEO da companhia, Kasper Jakobsen, revelou que sua capacidade de lidar com situações de estresse após o treinamento foi ligeiramente aumentada. Já a Aetna desenvolveu um programa envolvendo cerca de 13 mil colaboradores que, além de declararem uma melhora na organização mental, também relataram um aumento em suas produtividades diárias. No caso da Aetna, houve um aumento produtivo equivalente a 62 minutos (US$ 3.000 ao ano) por colaborador.

Experiências em outros ambientes

Outra excelente ideia para treinamentos corporativos é mudar completamente o ambiente da atividade. O objetivo é aproximar e assemelhar competências a partir de novas experiências e desafios. Podemos usar como exemplo uma ação realizada pela Vivo, que juntou 40 líderes para um trabalho de equipe dentro de uma cozinha. Na ocasião, o RH pontuou competências e habilidades comuns tanto para o trabalho doméstico (preparação de um jantar), quanto para um ambiente corporativo, uma maneira arrojada e criativa de trabalhar os perfis dos profissionais. 

“Foco em resultado, planejamento, trabalho em equipe, inovação, entusiasmo e relacionamento interpessoal são algumas das características comuns às duas realidades”, afirmou Daniela Dantas, gerente de capacitação comercial da Vivo.

Mas se você não tem ideia de como realizar essa mudança de local, não tem problema! Existem empresas especialistas que realizam trabalhos de estímulo focal, elas são as “Escape Rooms”. Geralmente, nesses lugares, é possível escolher a simulação do ambiente e o desafio idealizado. Além disso, tais atividades reforçam o trabalho em equipe e exercitam a habilidade de raciocínio lógico e foco nas decisões. 

Gamificação ou Ludificação

A gamificação é uma modalidade de treinamento bastante popular no momento. Trata-se de uma maneira de exercitar, de forma sistêmica, o engajamento e o envolvimento do colaborador com suas atividades cotidianas e também em relação às expectativas das empresas. A ideia é, através de jogos, preparar e direcionar o funcionário para poder assumir maiores responsabilidades e, ao mesmo tempo, descobrir novas lideranças. Ele também ajuda a entender o nível de satisfação e interesses do colaborador relacionados à companhia. 

Treinamentos online

Investir em um site ou plataforma de qualidade que ofereça ferramentas que possam atender todas as necessidades de cada empresa é uma maneira excelente de exercitar e colocar os colaboradores em situações de estímulo. A LMS Next, Litmos, EADBOX são algumas opções de plataformas de treinamentos online disponíveis no mercado.

É importante lembrar que os treinamentos pela internet reduzem custos de materiais impressos, estimulam o aprendizado na prática e oferecem uma facilidade de agendamentos e horários. Empresas que contam com diversas filiais podem treinar os seus colaboradores da mesma área simultaneamente, independentemente de onde estejam. Desta forma os custos de deslocamento e viagem são eliminados.  

E aí, curtiu o nosso conteúdo? Como você pode ver, investir em treinamentos corporativos é uma excelente maneira de contribuir para o bem da sua empresa. Faça a inserção deles na sua Gestão de Pessoas. Com isso, você certamente colherá muitos frutos. 

Conheça também as 9 dicas sobre como identificar as causas da baixa produtividade no trabalho. 




Categorias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *